• ACOPAMEC

Pães e panetones da “Padaria Boa Esperança” alimenta a esperança do público vulnerável atendido

O Centro João Paulo II Artesão da Paz, sede da Associação das Comunidades Paroquias de Mata Escura e Calabetão – Acopamec acaba de completar 31 anos e, neste período, já impactou mais de 35 mil crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade, especialmente nos bairros de Mata Escura e Calabetão.


Para manter-se em funcionamento, ainda que com recursos limitados, a entidade procura alimentar diariamente a esperança a todos os beneficiários. Com isso, oferece produtos que podem ser adquiridos pela população baiana, a exemplo do pão de todos os dias, produzido na Padaria “Boa Esperança”, que funciona na própria instituição.


De acordo com o nosso presidente, padre Miguel Ramon, os nossos produtos, além de contribuírem com as atividades sociais e culturais, na perspectiva de garantir um futuro melhor para os assistidos, também ajudam a saciar a fome de milhares de pessoas, de modo especial àquelas que residem nos bairros próximos à localidade. “O pão é um alimento sagrado. Através dele, Jesus nos ensinou a partilha, a generosidade, o pensar em um bem comum. O pão alimenta muitas pessoas famintas, exatamente como nos propomos a fazer com o destino que damos a verba arrecadada a tudo o que é produzido em nossa padaria. Queremos alimentar o futuro das nossas crianças, adolescentes e jovens, desejamos matar a fome da injustiça, da falta de oportunidade, da violência”, afirma padre Miguel.


Na padaria “Boa Esperança” é comercializado o pão de sal, leite e milho e ainda pães de lanche, a exemplo do pão farofa e de coco. A padaria também é responsável pela produção de deliciosos panetones tradicionais, que já intensificou a sua produção natalina.


Adriana Fernandes, coordenadora do setor administrativo da Acopamec, conta que toda renda da padaria é revertida 100% para a manutenção das atividades da Acopamec e, desta forma, oportuniza que mais crianças, jovens e adolescentes sejam beneficiadas. Ela reforça ainda que adquirir o pão e o panetone da entidade não é apenas comprar um alimento, e sim, é ajudar a Acopamec a investir na transformação do futuro de toda população que ela acolhe, abraça e beneficia.


“O valor dos nossos panetones é muito simbólico, apenas R$8,00 (oito reais). Quem o adquire está alimentando esperança, é uma atitude fraterna já que o valor arrecadado nos ajuda a manter os cursos profissionalizantes, a manter uma criança com dignidade em nossa creche, assim como em todas as atividades que incentivamos”, relata Adriana.


Para adquirir os panetones e os pães da Acopamec basta entrar em contato pelo telefone, que também é Whatsap: (71) 99962-5454. Os pedidos devem ser realizados de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.



As crianças: Eveline Borges e Bryan( Alunos da Creche da ACOPAMEC Jardim Maternal João Paulo II)